quarta-feira, 3 de março de 2010

CCDRC

No outro dia tive de ir tratar de uns assuntos a uma dependência do Ministério do Ambiente. Eis algumas palavras para vos tentar retratar aquilo que se afigurava aos meus olhos:
  • Mulheres a passar vagarosamente de mãos debaixo dos braços.

  • Homens a arrastarem-se com o jornal na mão.

  • Um simpático senhor cuja função é levar os recados dos utentes que chegam à funcionária [deve ser importante, pois não se mostra...É a estrela lá do sítio]

  • Esta funcionária perante o processo gugurula questões em voz alta. Eu, a tentar ser prestável, respondia mesmo quando estas questões não me eram dirigidas!

  • Uma outra funcionária, foi buscar os registos, patentes em papeis de cartão quadrados, a um móvel de lata com gavetinhas à medida do tamanho do papel. Acho que a função desta funcionária era apenas a de ir buscar os papéis, pedidos pela estrela, aos arquivos.

  • Faltavam-me documentos, f***-**faltam sempre documentos. "Dá para enviar a documentação restante por email?" , "Não, não dá´. Tem que cá vir às nossas instalações"

  • Questões da minha parte. A estrela não sabe responder. Chama outro funcionário para o palco. Este sim, ajudou-me e esclareceu-me. Não pode ser tudo mau...

Se não estivesse no Centro de Leiria, diria que estávamos no recanto mais profundo de Portugal.

Aposto que todos eles ganham bem mais que eu...

1 comentário:

avant-guarda disse...

Pelos vistos há "estrelas" em todo o lado...